Terça-feira, 25 de Novembro de 2008

Gosto de ti, porque sim!

 

Sei que não devia, mas gosto de ti.

Gosto de ti porque me fazes rir, porque pensas do mesmo modo que eu, porque me tiras palavras da boca e porque me pões na boca palavras que mais ninguém põe.

Gosto de ti porque és profundo, inteligente, sensível, pragmático, liberto das coisas pequeninas e mesquinhas. Tens o maior e mais doce, o mais fantástico e aberto e maravilhoso sorriso do mundo.

Gosto de ti porque me dizes exactamente o que pensas e sentes, e porque não criticas que eu diga exactamente o que penso e sinto. És um miúdo, gostas dos teus brinquedos e de te entregar às tuas guloseimas.

Gosto de ti porque gostamos ambos das mesmas coisas, porque contigo não me sinto uma aberração solitária da natureza.

Adoro o som daquelas tuas gargalhadas que começam em soluços contidos, quase tímidos.

Gosto da tua casmurrice, personalidade forte, mau feitio. És independente e fazes aquilo que te apetece sem dar explicações, respeitas quem o faz do mesmo modo.

Gosto do formato do teu umbigo e dos teus lábios, dos teus dedos e das tuas veias.

Gosto que partilhes das minhas opiniões, gosto da tua acidez e da tua loucura.

Gosto do teu cheiro, das tuas piadas sarcásticas, da teimosia do teu cabelo.

Gostei quando me chamaste linda, quando me disseste a verdade nua e crua.

Gosto do teu corpo, da tua temperatura perfeita, dos teus mamilos delicados. Adoro a pele macia do teu pescoço, os teus ombros brancos, o carinho nas tuas pernas enroladas nas minhas.

Gosto do teu hálito pela manhã e de acordar nos teus beijos.

Gosto dos teus olhos de amêndoas tristes, quando estão abertos e permitem que espreite para dentro de ti, quando estão adormecidos e são dois traços muito escuros e decididos, quando se riem e te envelhecem feliz.

Gosto que detestes tabaco e que não digas palavrões, que o futebol te passe ao lado.

Gosto que sintas falta dos nossos dias, que tenhas saudades.

Gosto que os beijos cavernosos se tenham tornado perfeitos.

Gosto das tuas ambições irmãs das minhas, que sejas aventureiro e destemido.

Gosto do modo como tratas os teus, da admiração e respeito, do carinho que sabes mostrar.

Gosto que não tenhas medo de usar as palavras todas.

Gosto de ti porque és tão igual a mim, gosto de ti porque me completas nas diferenças que temos.

Porra, gosto de ti. Só não gosto que não gostes de mim.

 

sinto-me: ainda na escuridão
publicado por Ventania às 06:17
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De anonimo a 23 de Maio de 2011 às 02:43
muito bonito , muito tocante
gostei bastante !
PARABENS e boa sortee

Comentar post

sobre mim

pesquisar

 

Julho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
17
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

posts recentes

THE END

Maluda II

Nobody understands (me)

Às vezes não entendo

SHIUUUU

Out of reach

take 1

sem comentários...

Maluda

Choose...

07-07

Horto de incêndio - Al Be...

Que trabalho - Eugénio de...

...

You Are Welcome to Elsino...

...

Mário Cesariny

Sinastria amorosa de Vent...

Definições

Amedeo Modigliani

Mesmo?

...

I mean it

no teu poema - José Luís ...

Sit Down - James

Klimt

A romã

One of these days / Um di...

esferográficas

Manuel Cargaleiro

Somewhere to go, somethin...

Um baú mal fechado

Frida Kahlo

Something's missing

...

...

À janela, no Chiado

Henri de Toulouse-Lautrec

Post Scriptum para F.

...

O AMOR QUANDO SE REVELA -...

...

Erros

Todas as Ruas do Amor - F...

Gone fishing

Diego Vélasquez

de besta a bestial

A Recusa

F.A.

as eternidades já se acab...

arquivos

tags

todas as tags

crème de la crème

Breve história dum abraço...

...

balanço

Adrift

Silêncio

Procuro

Como quem rasga poemas...

um momento

evasões?

Auto-retrato

links

comentários recentes

espelhos de bolso.pequeninos, deprimem-nos- fazem-...
muito bonito , muito tocantegostei bastante !PARAB...
É muito útil para me.I foi muito feliz em encontra...
Nice informações apresentadas no post, obrigado p...
Boa noite!Sou o proprietário de uma obra inédita d...
Parabéns pelo seu blog, muito interessante. Estou ...
Já regressei, minha querida. Aliás, nunca fui long...
Só hoje vi o fim do teu blog... Sinceramente, lá d...
Não. não és só tu a perder calçado!Neste momento e...
Os filmes indianos têm aquele problemas.... há mus...

subscrever feeds