Segunda-feira, 22 de Junho de 2009

no teu poema - José Luís Tinoco / Carlos do Carmo

 

No teu poema
Existe um verso em branco e sem medida
Um corpo que respira, um céu aberto
Janela debruçada para a vida
No teu poema existe a dor calada lá no fundo
O passo da coragem em casa escura
E, aberta, uma varanda para o mundo.
Existe a noite
O riso e a voz refeita à luz do dia
A festa da senhora da agonia
E o cansaço
Do corpo que adormece em cama fria.
Existe um rio
A sina de quem nasce fraco ou forte
O risco, a raiva e a luta de quem cai
Ou que resiste
Que vence ou adormece antes da morte.
No teu poema
Existe o grito e o eco da metralha
A dor que sei de cor mas não recito
E os sonhos inquietos de quem falha.

No teu poema
Existe um cantochão alentejano
A rua e o pregão de uma varina
E um barco assoprado a todo o pano
Existe um rio
A sina de quem nasce fraco ou forte
O risco, a raiva e a luta de quem cai
Ou que resiste
Que vence ou adormece antes da morte.
No teu poema
Existe a esperança acesa atrás do muro
Existe tudo o mais que ainda escapa
E um verso em branco à espera de futuro.

 

sinto-me: para o poeta
publicado por Ventania às 05:59
link do post | comentar | favorito
|
6 comentários:
De Ventania a 22 de Junho de 2009 às 07:46
Quando ainda existe a esperança... a vida é bela :)
Olá!
Boas brisas para ti
Beijinhos
De Ventania a 22 de Junho de 2009 às 18:20
Benvinda, saudosa blogónima! Mesmo que a esperança esmoreça, o futuro é sempre um verso em branco, e isso dá alento para continuar a respirar. Beijinhos!
De miúda a 22 de Junho de 2009 às 17:33
Não conhecia o poema, mas simplesmente delicioso. um traçar de linhas que nos separa do limite que impomos a nós mesmos o lugar onde ansiamos chegar :)
beijinho***
De Ventania a 22 de Junho de 2009 às 18:24
Are you kidding me?! Ok, generation gap, só pode... Vou pôr o vídeo e o som, ainda é melhor :) Beijinhos!
De miúda a 23 de Junho de 2009 às 22:14
Anos 70?... Pois eu pertenço á geração gap de fins de 80 :p
gosto de musica portuguesa e ate costumo ver o festival da canção, mas isto desconhecia! já vi o que perdi! bom som, boa escolha :D
bjinhos***
De Ventania a 23 de Junho de 2009 às 22:50
Importa esclarecer, para não acharem que eu sou uma cota, também nasci uns anos depois disto. =) Mas lembro-me da TV a preto e branco... Sempre gostei muito dos 'clássicos' da música ligeira portuguesa, há poemas lindíssimos com melodias geniais, este é um deles. Bjinhos! =***

Comentar post

sobre mim

pesquisar

 

Julho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
17
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

posts recentes

THE END

Maluda II

Nobody understands (me)

Às vezes não entendo

SHIUUUU

Out of reach

take 1

sem comentários...

Maluda

Choose...

07-07

Horto de incêndio - Al Be...

Que trabalho - Eugénio de...

...

You Are Welcome to Elsino...

...

Mário Cesariny

Sinastria amorosa de Vent...

Definições

Amedeo Modigliani

Mesmo?

...

I mean it

no teu poema - José Luís ...

Sit Down - James

Klimt

A romã

One of these days / Um di...

esferográficas

Manuel Cargaleiro

Somewhere to go, somethin...

Um baú mal fechado

Frida Kahlo

Something's missing

...

...

À janela, no Chiado

Henri de Toulouse-Lautrec

Post Scriptum para F.

...

O AMOR QUANDO SE REVELA -...

...

Erros

Todas as Ruas do Amor - F...

Gone fishing

Diego Vélasquez

de besta a bestial

A Recusa

F.A.

as eternidades já se acab...

arquivos

tags

todas as tags

crème de la crème

Breve história dum abraço...

...

balanço

Adrift

Silêncio

Procuro

Como quem rasga poemas...

um momento

evasões?

Auto-retrato

links

comentários recentes

espelhos de bolso.pequeninos, deprimem-nos- fazem-...
muito bonito , muito tocantegostei bastante !PARAB...
É muito útil para me.I foi muito feliz em encontra...
Nice informações apresentadas no post, obrigado p...
Boa noite!Sou o proprietário de uma obra inédita d...
Parabéns pelo seu blog, muito interessante. Estou ...
Já regressei, minha querida. Aliás, nunca fui long...
Só hoje vi o fim do teu blog... Sinceramente, lá d...
Não. não és só tu a perder calçado!Neste momento e...
Os filmes indianos têm aquele problemas.... há mus...

subscrever feeds