Segunda-feira, 2 de Maio de 2005

Ainda os dias de 50 horas

Sentada na sala da luz vermelha, com ruídos mecânicos e quentes por banda sonora, apanho boleia com qualquer pensamento que me leve para longe daqui.
Ainda não é Verão, mas já me sinto sufocada e não é só pelo calor. Impus-me um prazo de início de busca activa de um rumo profissional diferente e já passaram quatro meses inteiros sem resultado. Verdade que nem sempre tive a disponibilidade mental para escrever inspiradas cartas de motivação. Tê-la-ei, à disponibilidade, daqui a uns dois dias. Está decidido, vou passar a dedicar muito mais tempo às coisas que me fazem feliz. Em primeiríssimo lugar, sempre, está o meu Amor. Vou escrever muito mais, desenhar e pintar muito mais, fotografar (ainda mais) compulsivamente. Talvez aprofunde o meu alemão ou tire um cursinho de francês ou espanhol (que a memória bem precisa de ser refrescada e a TV5 não é paragem habitual do telecomando). Vou caminhar pela baía sempre que possa e pelo menos ao fim-de-semana. Vou tentar a sorte (ou melhor, tentar aquele misto de capacidade, gosto e aptidão) no yoga e no tai-chi e no que mais me der na bolha. Vou aprender mais umas coisas de "informatiquês", ler algumas das dezenas de bons livros que fui comprando nos últimos 3 anos e ainda não tive tempo de ler. Ah, e tenho de fazer uma tese de mestrado... E tudo isto fora do horário normal de trabalho. Certo... Percebem porque é que os dias deviam ter 50 horas?...
E já agora, se alguém souber de um emprego (qualquer um que seja "emprego a sério"), avise!

O vento anda, corre e voa!
publicado por Ventania às 19:00
link do post | comentar | favorito
|

sobre mim

pesquisar

 

Julho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
17
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

posts recentes

THE END

Maluda II

Nobody understands (me)

Às vezes não entendo

SHIUUUU

Out of reach

take 1

sem comentários...

Maluda

Choose...

07-07

Horto de incêndio - Al Be...

Que trabalho - Eugénio de...

...

You Are Welcome to Elsino...

...

Mário Cesariny

Sinastria amorosa de Vent...

Definições

Amedeo Modigliani

Mesmo?

...

I mean it

no teu poema - José Luís ...

Sit Down - James

Klimt

A romã

One of these days / Um di...

esferográficas

Manuel Cargaleiro

Somewhere to go, somethin...

Um baú mal fechado

Frida Kahlo

Something's missing

...

...

À janela, no Chiado

Henri de Toulouse-Lautrec

Post Scriptum para F.

...

O AMOR QUANDO SE REVELA -...

...

Erros

Todas as Ruas do Amor - F...

Gone fishing

Diego Vélasquez

de besta a bestial

A Recusa

F.A.

as eternidades já se acab...

arquivos

tags

todas as tags

crème de la crème

Breve história dum abraço...

...

balanço

Adrift

Silêncio

Procuro

Como quem rasga poemas...

um momento

evasões?

Auto-retrato

links

comentários recentes

espelhos de bolso.pequeninos, deprimem-nos- fazem-...
muito bonito , muito tocantegostei bastante !PARAB...
É muito útil para me.I foi muito feliz em encontra...
Nice informações apresentadas no post, obrigado p...
Boa noite!Sou o proprietário de uma obra inédita d...
Parabéns pelo seu blog, muito interessante. Estou ...
Já regressei, minha querida. Aliás, nunca fui long...
Só hoje vi o fim do teu blog... Sinceramente, lá d...
Não. não és só tu a perder calçado!Neste momento e...
Os filmes indianos têm aquele problemas.... há mus...

subscrever feeds