Quarta-feira, 15 de Julho de 2009

SHIUUUU

Esta idade que tenho, não a sinto. Não se me impõe, não me limita nem me pesa. Não é muita, nem é pouca e não me importa. Quase sempre sinto que sinto como quando era adolescente. Tudo em demasia, tudo muito intenso, muito forte, porque é tudo muito verdade e não gosto de rodeios. Não sei se pareço muito menos, mas sei que quando olho para trás vejo muitas coisas, muitos dias bem vividos, não lamento nada do que fiz. E quando olho para a frente vejo muito mais, porque me parece que comecei ainda agora, que o universo é imenso e está sequioso de esperar que o encontre. E vou partindo, ao seu encontro, ora pelas latitudes fora, ora por mim dentro. O saco das memórias é desarrumado, já se sabe, sem a ordem que se gostava de encontrar quando se desenrolam novelos. Não perdi nada do que tinha aos 15 anos, parece-me que só ganhei. Sendo sempre a mesma, mudei. Mas não mudei muito. Hoje consigo disfarçar melhor a timidez e de vez em quando já me vejo mulher, mas continuo a ser mais miúda. Continuo a gostar das mesmas coisas, não troquei os ténis por sapatos de salto, continuo a gostar muito de rir com a alma toda. Mas foi só com esta idade que reparei que já sofri como gente grande, e a seguir descobri que queria ter o mundo todo nas mãos e que as dores (mesmo as físicas) são irrelevantes. Foi com esta idade que tomei decisões adiadas e que arrisquei. Foi com esta idade que passei a viver sozinha e a ter tempo para desfrutar da minha companhia. Foi com esta idade que abri os olhos e vi com clareza o que pretendo para mim. Foi com esta idade, mais dia menos dia, que fiz uma directa da discoteca para o trabalho. Foi com esta idade que descobri que o Amor acontece, não se faz. Foi com esta idade que afirmei sem pudores as minhas prioridades e que comecei a colocá-las por ordem na minha vida. Com esta idade saltei de pára-quedas, escrevi mais e melhor do que nas outras idades todas somadas, com esta idade fui seduzida. E foi só com esta idade que aprendi a chorar, a não trancar tudo num cinzento nó na garganta, e parece-me que ando a compensar os anos em que não derramava uma lágrima. Com esta idade percebi que a ideia da solidão até ao fim é assustadora, mas que não troco a minha solidão por companhias ocas e superficiais. Foi só com esta idade que me vi adormecer nos braços de quem amo desde sempre e, por um instante, antes de ceder ao sono, achei que a vida era perfeita. 

publicado por Ventania às 06:06
link do post | comentar | ver comentários (12) | favorito
|
Quarta-feira, 24 de Junho de 2009

Mesmo?

Queres mesmo mesmo mesmo, mas mesmo mesmo mesmo mesmo mesmo saber o que penso quando penso em ti? Queres? Mesmo?


Querias... Mas não to vou dizer. Se quiseres MESMO saber, vais ter de dar-te ao trabalho e obter/seguir as pistas. A primeira dou de barato, que sou generosa.


Pista #1: Há uma parede em Lisboa onde está tudo escrito, numa só frase...


 

Para obter mais pistas é favor deixar esmola na caixinha. =)

sinto-me: Turandot, not Liu for a change
publicado por Ventania às 22:42
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|
Sexta-feira, 13 de Fevereiro de 2009

...

 

sinto-me: lost (in translation)
publicado por Ventania às 20:12
link do post | comentar | favorito
|

1 ano a segredar

A ideia criativa, a roçar o genial; A arte intensa (na imagem e no som); Os segredos reais e puros, porque são anónimos (?). Os comentários entre o livro de filosofia e o divã do psiquiatra. Um dos melhores blogues de sempre. Parabéns, Shiuuuu.

sinto-me: secretive
tags:
publicado por Ventania às 09:28
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 1 de Fevereiro de 2009

Procuro

 

Quem dance comigo no meio da rua.

Quem me beije à chuva.

Quem adivinhe quando preciso dum abraço.

Quem não precise de perguntar porquê.

Quem tenha orgulho em andar de mão dada comigo.

Quem me faça rir.

Quem escute realmente o que digo.

Quem não hesite em voar comigo sem destino.

Quem me faça sentir única e especial.

Quem não me sufoque senão com ternura.

Quem não me traga de volta à realidade quando sonho.

Quem me deseje.

Quem me diga sempre e só e toda a verdade.

Quem me aqueça quando tenho frio.

Quem me faça acreditar.



ou talvez não procure, porque encontrei quando menos procurava.

sinto-me: off
publicado por Ventania às 09:50
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|
Segunda-feira, 19 de Janeiro de 2009

Hoje,

um sorriso perigoso, que começou aí desse lado. Perigoso porque não sei onde vai acabar.

publicado por Ventania às 21:24
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|
Sábado, 27 de Dezembro de 2008

Nessun Dorma - Pavarotti

 

My all-time favourite!

 

Lyrics )

 

sinto-me: secretive
publicado por Ventania às 12:37
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 24 de Novembro de 2008

A Vida de Ventania

 

COISAS de um pouco a altamente IMPROVÁVEIS NOS ÚLTIMOS 7 MESES:

(não necessariamente por esta ordem, porque baralhei tudo de propósito)

 

  •   gastei uma porrada de dinheiro, mas não posso dizer em quê que ainda há uma surpresa…
  • apresentei-me a alguém que me tinham dito que ia gostar de conhecer
  • fiz um branqueamento dentário
  • fui apalpada por 2 ou 3 mulheres (e detestei, mas esta parte seria de esperar)
  • desapaixonei-me
  • pensei que nunca mais ia ser feliz
  • pensei que nunca tinha sido tão feliz
  • pensei, finalmente, que nunca deveria ser menos feliz
  • estive na fronteira de 2 potências nucleares em tensão
  • dormi nua sob uma ventoinha
  • vi caírem por terra quase todos os sonhos e planos
  • sonhei muito mais alto, fiz novos e mais arrojados planos
  • fiz uma directa a dançar na discoteca (e fui trabalhar a seguir)
  • dei por mim a dar razão ao Paulo Portas mais do que uma vez (!!!)
  • descobri que ainda existe um príncipe encantado
  • viajei para outro continente com um quase-estranho
  • chorei sozinha no comboio
  • chorei antecipando uma dor que foi esmagadoramente maior do que tinha suposto
  • fui acordada com beijos
  • senti-me dividida, por saudáveis instantes apenas
  • comecei (ainda estou a fazer) a depilação definitiva
  • realizei um sonho antigo
  • recebi e-mails de ‘bom dia’ com cheiro a gomas
  • vesti uma t-shirt doutra pessoa
  • disse (entredentes) um palavrão num momento de revolta extrema (EXTREMA!)
  • perdi um dos 2 cabelos brancos que tinha (rejuvenesci!)
  • tomei banho de ‘pucarinho’
  • chorei ao telefone com mais do que uma pessoa
  • disseram-me que EU não sou nada complexada (ahahahah)
  • descobri mentiras de todos os tamanhos, daquela pessoa que não podia ter mentido
  • tomei medicação 'esquisita'
  • decidi fazer uma coisa que achava que nunca ia fazer (mais uma surpresa)
  • achei que era presunção pensar que ele gostava de mim
  • disse a outro que gostava dele…
  • dormi vestida em comboios
  • telefonaram-me para me tocarem piano
  • vi uma leprosa
  • comecei a sentir o que é ter 20 anos quando se tem mais alguns
  • disse "amo-te" algumas vezes e disseram-me "amo-te" algumas vezes
  • enviei 2 segredos para o shiuuuu
  • partilhei o sono enroscada em alguém
  • temi pela vida e saúde de amigos
  • dormi numa barcaça, num mundo perfeito
  • decidi mudar de emprego
  • vi um corpo a flutuar no rio
  • falhei um evento importante para alguém de quem gosto por medo de desabar
  • retomei o prazer de escrever no e para o blogue
  • apaixonei-me
  • tirei mais de 4000 fotografias
  • fiquei ‘solteira’ de novo
  • dedicaram-me músicas tocadas ao vivo J

 

 

sinto-me: like something really changed
publicado por Ventania às 23:56
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

sobre mim

pesquisar

 

Julho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
17
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

posts recentes

SHIUUUU

Mesmo?

...

1 ano a segredar

Procuro

Hoje,

Nessun Dorma - Pavarotti

A Vida de Ventania

arquivos

tags

todas as tags

crème de la crème

Breve história dum abraço...

...

balanço

Adrift

Silêncio

Procuro

Como quem rasga poemas...

um momento

evasões?

Auto-retrato

links

comentários recentes

espelhos de bolso.pequeninos, deprimem-nos- fazem-...
muito bonito , muito tocantegostei bastante !PARAB...
É muito útil para me.I foi muito feliz em encontra...
Nice informações apresentadas no post, obrigado p...
Boa noite!Sou o proprietário de uma obra inédita d...
Parabéns pelo seu blog, muito interessante. Estou ...
Já regressei, minha querida. Aliás, nunca fui long...
Só hoje vi o fim do teu blog... Sinceramente, lá d...
Não. não és só tu a perder calçado!Neste momento e...
Os filmes indianos têm aquele problemas.... há mus...

subscrever feeds