4 comentários:
De Bruno a 28 de Dezembro de 2008 às 20:39
Os alicerces da nossa felicidade são sempre aqueles que amamos e que nos amam, quando não estão é como dentes que se arrancam, e o dente ao lado só tem de se safar sozinho. Mas esse dente não se aguenta muito sozinho, não lhe é saudável, vive melhor com o conforto e o apoio do que está ao lado.
De Ventania a 29 de Dezembro de 2008 às 20:46
É certo que as pessoas não são ilhas, e que os que amamos e nos amam são fundamentais para sermos felizes. Mas nunca o seremos se contarmos com os outros antes de contarmos connosco. Por muito apoio que o 'dente' tenha dos amigos do lado, se estiver podre não tem suporte que lhe sirva de salvação. (Chega de falar de dentes que é algo que me mete algum asco. Sim, sou um bocado estranha...)
De Ouriço a 28 de Dezembro de 2008 às 22:47
Eu concordo contigo, sabes... Alicerçar a nossa felicidade em outro alguém é um erro. Se não conseguires construir-te como pessoa, vivendo por ti mesma, não conseguirás aguentar-te nos teus pés, dependerás sempre de alguém. E o amor, pelo menos para mim, implica não nos esquecermos de nós enquanto nos damos ao outro...
De Ventania a 29 de Dezembro de 2008 às 20:48
Exactamente. E se não te amares como poderás amar outra pessoa?

(E by the way, dentição completa é algo que considero bastante importante.)

Comentar post