De Ouriço a 25 de Fevereiro de 2009 às 18:15
Esse é aquele-que-já-passou? Se é, olha, faz como eu: tem lá paciência contigo que um dia os neurónios vão-se esquecer da sua existência...
De Ventania a 25 de Fevereiro de 2009 às 19:47
O-que-já-passou já passou mesmo, tanto que lhe chamo (com carinho e respeito) falecido. Que seja muito feliz, assim o espero. Este é o-que-já-devia-ter-passado. Mas permanece cá por dentro e não faço puto ideia porquê. E faz-me falta como nunca ninguém fez. Pronto, já disse.
De Ouriço a 26 de Fevereiro de 2009 às 11:15
Pois... Nada a fazer a não ser esperar que passe. Há pessoas que se agarram à nossa pele tipo lapas e demoram a sair. Mas saem. Dá tempo ao tempo. Sente tudo o que dói, porque fingir que não dói não cura nada. E tem paciência contigo.
Abraço forte

PS - Um miminho a ti mesma de vez em quando não faz nada mal... ;)
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.